O JUAZEIRO, ÁRVORE DA CAATINGA COM POTENCIAL MEDICINAL

Por: Marcelo Rigotti.
Eng. Agrônomo, Dsc. Agronomia.
rigottims@yahoo.com.br

Zizyphus joazeiro Mart.
Sinonímias: Zizyphus joazeiro, Zizyphus guaranitica, Zizyphus gardneri

O JUAZEIRO, ÁRVORE DA CAATINGA COM POTENCIAL MEDICINAL Joazeiro, juazeiro, raspa-de-juá, joá, juá, injuá, laranjinha-de-vaqueiro.

O juazeiro é uma planta da família Rhamnaceae, de habito arbóreo, espontânea e é típica da região da caatinga. Pode atingir de 5-10 metros de altura e a largura de seu tronco pode chegar a 30-50 cm de diâmetro. As folhas possuem uma camada de cera, as flores são pequenas amareladas, os frutos, comestíveis, são redondos, pequenos e amarelos. É uma planta resistente à seca, possui crescimento lento e pode viver até 100 anos.

Nesta planta é utilizada popularmente para limpeza dos dentes, gengivite, dores causadas pela extração de dente, queda de cabelo, asma, gripe, pneumonia, tuberculose, bronquite, constipação, inflamação de garganta, indigestão, problemas do estomago, escabiose, dermatite seborréica, problemas de pele, dores de cabeça, como cicatrizante de feridas, todos os tipos de febres e expectorante (Albuquerque et al., 2007; Schühly et al., 2000). As suas propriedades e ações são: analgésica, antiinflamatória, antibacteriana, febrífuga e cicatrizante. Dentre os seus principais constituintes destacam-se os fenóis, taninos, alcalóides, triterpenos, quinonas, amfibina D e jujubogenina (Schühly et al., 1999). As partes utilizadas desta planta são o caule, a casca, folha, fruto e raiz. O fruto é rico em vitamina C e o seu suco é utilizado para controlar a acne e amaciar a pele do rosto. Esta planta é rica em ácido betulínico que possui atividade antibiótica, outros estudos demonstraram que essa substancia tem ação anti cancerígena combatendo tumores, carcinomas e melanonas (Pisha et al., 1995; Kim et al., 1998).


Referências:
ALBUQUERQUE, U. P.; MEDEIROS, P. M.; ALMEIDA, A. L. S.; MONTEIRO, J. M.; NETO, E. M. F. L.; MELO, J. G.; SANTOS, J. P. 2007. Medicinal plants of the caatinga (semi-arid) vegetation of NE Brazil: A quantitative approach. Journal of Ethnopharmacology. 114: 325–354

KIM, D. S., et al. 1998. Synthesis of betulinic acid derivatives with activity against human melanoma. Bioorg. Med. Chem. Lett. 8: 1707-1712.

PISHA, E., et al. 1995. Discovery of betulinic acid as a selective inhibitor of human melanoma that functions by induction of apoptosis. Nat. Med. 1: 1046-1051.

SCHÜHLY, W., et al. 1999. New triterpenoids with antibacterial activity from Zizyphus joazeiro. Planta Med. 65: 740-743.

SCHÜHLY, W., HEILMANN, J., ÇALIS, I., STICHER, O. 2000. Novel triterpene saponins from Zizyphus joazeiro. Helvetica Chimica Acta. 83: 1509–1516.

RETIRADO DO SITE : http://www.curaplantas.xpg.com.br

Deixe um comentário

Recomendar a amigo:





Enviar para amigo:

 


.:: Voltar